Número de visitas: 2151249
    • 2014-11-13 17:51:31

    Estudo infantil em cerca de mil crianças revela resultados preocupantes

    Num estudo que contou com a presença do experiente  Dr. António Ramos , alguns colegas do Mestrado em Podiatria Infantil, analisaram os pés de quase um milhar de crianças com uma média de idades de 9 anos, de um agrupamento escolar da zona Norte.

    Atualmente, têm aumentado significativamente o número de onicocriptoses (unhas encravadas, em linguagem comum) nas crianças, provavelmente devido aos novos sapatos e ao facto de andarem cada vez menos descalças, pelo que as necessidades de cuidados podológicos são cada vez maiores.
    Os resultados foram preocupantes: mais de 60% apresentavam alterações digitais (Hallux Abdutus Valgus e Dedos em garra); 14% apresentavam alterações dérmicas ou ungueais; mais de 50% apresentavam pés assimétricos no seu apoio. Apenas 32% apresentavam pés considerados normais. Para além das patologias atrás descritas, as crianças estão em crescimento e exibem muita vezes alterações e assimetrias que se podem minimizar, sendo que os cuidados podológicos , visita regular ao Podologista , são nestes casos, um elemento imprescindível ao seu desenvolvimento e bem-estar.